Cientistas acreditam que a obesidade poderá ser curada em breve

Imagem relacionada

A obesidade pode deixar de ser um problema para muitas pessoas, é o que promete uma nova invenção da ciência. No entanto, os pesquisadores ainda afirmam que o antídoto não tem como objetivo incentivar que as pessoas comam o quanto quiserem sem se preocuparem.

A descoberta de pesquisadores australianos da Universidade de Monash, foi possível através de uma análise feita no cérebro sobre a insulina que é administrada no corpo. A insulina, é um hormônio muito importante que é sintetizado pelo pâncreas, que por sua fez metaboliza os açúcares presentes no sangue, e administra o seu gasto calórico. Dessa forma, os cientistas conseguiram chegar na exata mecânica que o cérebro possui e que é capaz de estimular o acumulo de gorduras.

Segundo as informações relatadas pelos cientistas, as células adiposas marrons e brancas, são fundamentais nesse entendimento. De uma forma bem simples, toda a gordura do nosso corpo fica armazenada em células que tem o funcionamento específico para isso, elas são chamadas de células adiposas, ou ainda de adipícitos. No entanto, as células adiposas nem sempre são prejudiciais à saúde.

A gordura marrom, ou os adipócitos marrons, são um tipo de gordura boa e fundamental para o nosso corpo. Além dela ser importante para toda a manutenção do corpo, a gordura marrom também é responsável pela queima de calorias, ou seja, ela ajuda no processo de emagrecimento. Ela também é importante para a produção de calor do corpo, uma caraterística bastante comum entre os mamíferos recém-nascidos.

Essa gordura está presente em várias regiões do corpo, como: nuca, órgãos, coluna vertebral e ombros. Para entender melhor o quanto ela é benéfica, diversos estudos já comprovaram que a gordura marrom contribuiu para o emagrecimento. Os resultados desses estudos revelaram que quem tinha mais células adiposas marrons, possuía maior facilidade em perder peso.

Já no caso da gordura branca, ou dos adipócitos brancos, ela deve ser uma grande preocupação para as pessoas. Isso porque ela é considerada o tipo ruim de gordura, que causa uma série de problemas a saúde, inclusive a obesidade. Essa gordura costuma se acumular em regiões como o abdômen e o quadril, na maioria das vezes por causa de uma alimentação ruim ou pela falta de exercícios físicos.

No entanto, a gordura branca também tem funções importantes para o nosso corpo, como amortecer fortes impactos ou choques mecânicos. Mas ela tem seu lado negativo e já é a principal culpada em causar doenças cardíacas e outros problemas na circulação sanguínea.

O doutor Garron Dodd, e também líder da pesquisa, disse: “O que nossos estudos demonstraram é que existe um mecanismo fundamental que garante que o gasto de energia seja combinado ao consumo. Por um longo tempo, o porquê isso ocorre foi a peça faltando no quebra-cabeça. Mas nós mostramos não apenas porque isso acontece, mas também o mecanismo envolvido. É muito emocionante”.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *