Pesquisa revela que quem dorme mal aumenta até 3 cm na cintura

Resultado de imagem para dormir mal aumenta até 3 cm na cintura

Quem pensa que os problemas da noite mal dormida se restringe apenas ao cansaço, está enganado. Dormir mal pode causar uma série de problemas a saúde, transtornos mentais, inclusive o Alzheimer. Esse péssimo hábito também foi associado a algumas coisas diferentes, como tornar pessoas menos atraentes, ou deixar as pessoas mais propensas a ter mau caráter. No entanto, a mais recente descoberta diz que dormir mal também interfere no peso da pessoa somando alguns quilos a mais.

Com isso, a preocupação cai em cima dos brasileiros, que segundo estimativas feitas pela OMS – Organização Mundial da Saúde, 40% dos brasileiros têm dificuldades para dormir, e consequentemente uma péssima qualidade de sono. Esse problema somado ao ganho de peso e ao surgimento de doenças metabólicas, causam um enorme problema de saúde pública.

A sugestão dos pesquisadores da Universidade de Leeds, localizada no Reino Unido, foi de que dormir pouco ou dormir mal, contribui para o ganho de circunferência abdominal. Quando eles falam em dormir pouco, eles se referem a seis horas de sono, um pouco a menos que a média recomendada de oito horas de sono por dia. Sendo assim, a conclusão dos pesquisadores é de que dormir seis horas por noite, é o suficiente para causar o aumento no tamanho da cintura.

Para que os pesquisadores pudessem chegar a esses resultados, eles monitoraram um grupo de pessoas com 1.615 adultos saudáveis, analisando os seus hábitos diários de sono e a alimentação que cada um comia. Outros fatores também foram analisados pelos pesquisadores, como pressão sanguínea, índices de colesterol, glicemia, circunferência abdominal e o controle da tireoide de cada participante.

A conclusão do estudo revelou que os voluntários que dormiam menos, apenas seis horas por dia, tinham até 3 cm a mais de circunferência abdominal do que as pessoas que dormiam de oito a nove horas. Além disso, as horas a menos de sono contribuíram para reduzir os níveis do HDL no sangue, um tipo de colesterol que é extremamente importante para o funcionamento de todo o organismo. Essa diminuição implica em problemas de circulação, podendo ocasionar diversas doenças cardíacas como a arteriosclerose, que é o entupimento das artérias, pois o HDL tem função de limpar os cristais no sangue e transportá-los para o fígado.

No entanto, não houve uma ligação direta com os períodos menores de sono com uma dieta ruim. Os pesquisadores ficaram surpresos com esse fato, pois todo mundo sabe que fatores como esses geralmente tem ligação. Mas pesquisas relacionadas ao assunto, já relacionaram as noites mal dormidas com péssimas escolhas para a alimentação. Segundo algumas pesquisas, quem dorme menos tende a se alimentar mal, escolhendo alimentos com baixos valores nutricionais e ricos em calorias. Agora com o aumento na circunferência abdominal, vale a pena ir dormir mais cedo e acordar mais tarde.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *