2009 – Luiz Carlos Trabuco, do Bradesco, assume a presidência do banco em momento delicado da instituição

Logo que o Banco Bradesco perdeu a liderança de mercado, Luiz Carlos Trabuco assumiu o cargo de presidente da instituição – lá em março de 2009. O discurso, porém, era cauteloso. Sobre a corrida pela primeira colocação no ranking de ativos, o executivo destacou, na época – “A liderança em si não é um objetivo[…] Nosso objetivo é fazer o melhor trabalho nos municípios que atendemos. ”

Mas Luiz Carlos Trabuco teve a oportunidade, alguns anos depois, de colocar o Banco novamente na briga pelas primeiras colocações no ranking de ativos. E foi o que ele fez em agosto de 2015 – comprou da filial brasileira do HSBC por US$ 5,2 bilhões.

“Com o HSBC, conquistamos de uma vez o que demoraríamos cerca de seis anos para obter por meio do crescimento orgânico [ou seja, a melhora do desempenho interno da empresa]”, salientou Trabuco, na ocasião da compra – que também foi o motivo pelo qual Luiz Carlos Trabuco foi escolhido o Empreendedor do Ano nas Finanças pela ISTOÉ Dinheiro – uma revista brasileira de economia e negócios publicada pela Editora Três.

O executivo

Nascido em 6 de outubro de 1951 na mesma cidade de origem do Bradesco, no município de Marília, localizado na região Centro-Oeste de São Paulo, Luiz Carlos Trabuco formou-se em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH–USP) e fez pós-graduação em sócio-psicologia na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP). Ele começou a trabalhar na instituição financeira com apenas 18 anos, em 1969, e, lá, passou por todos os escalões de hierarquia.

Em 1999, o executivo assumiu a vice-presidência da companhia e em 2003 acumulou o cargo de chefe da Bradesco Seguros – o bom trabalho realizado por ele contou muito pontos a seu favor na disputa pela presidência da instituição bancária. A área contribuiu com cerca de 30% do lucro do banco.

Presidência do banco

Já como presidente do banco, uma das primeiras ações de Luiz Carlos Trabuco foi a criação de uma universidade corporativa. Ele passou a buscar a renovação dos quadros de liderança, conversando com executivos de todos os escalões da instituição. A busca por profissionais do mercado é a renovação promovida pelo atual presidente e o diretor-executivo responsável pelo Bradesco BBI, Renato Ejnisman, que atuou no Bank of America e BankBoston, é um exemplo disso.

Indicação para o Ministério da fazenda

No início de 2015, o nome de Luiz Carlos Trabuco ainda foi cogitado pela então presidente do Brasil, Dilma Rousseff, para assumir o Ministério da Fazenda. Porém, ele não aceitou o convite.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *