Cursos presenciais registram queda no número de estudantes matriculados em 2016

O Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, divulgou no dia 30 de agosto os novos dados do Censo de Educação Superior do ano de 2016. Segundo o Censo, o ensino superior de modalidade presencial teve uma queda de 3,7% no número total de alunos inscritos dentro do período de 2015 até 2016. Em contrapartida a modalidade de educação à distância (EAD), teve um aumento significativo de mais de 20% no total de estudantes inscritos.

Já os dados referentes ao número de novos estudantes se mantiveram estáveis, isso porque mesmo com a diminuição das inscrições em cursos presenciais, o aumento da modalidade EAD compensou o déficit. O número total de novos alunos em 2015 era de 2,92 milhões, já no ano passado o número registrado foi de 2,98 milhões, ou seja, houve uma alta de 2,2%.

O Inep também divulgou o perfil dos estudantes que mais procuram cada uma das modalidades de educação, sendo o presencial mais procurado por estudantes de 21 anos, e o EAD por estudantes de 28 anos de idade.

Outro dado interessante é que o MEC revelou recentemente que houve uma diminuição no número total de matrículas em cursos de graduação dentro das instituições de ensino privadas no Brasil. É a primeira queda registrada dentro de um período de 25 anos, representando uma redução de até 16.529 estudantes matriculados em instituições privadas, uma redução de 0,3%. Para compensar o déficit, as universidades públicas registraram um aumento nas matrículas, um total de 1,9% de alta no ano de 2016 em comparação com 2015.

“Tenho a percepção clara de que foi a crise econômica que levou à desaceleração no ensino superior. Uma redução na renda devido a recessão vivida no Brasil nos últimos três anos”, disse o ministro da educação, Mendonça Filho.

“De cada quatro estudantes de graduação, três frequentam uma instituição privada. Seria um equívoco falar de educação superior sem falar na educação privada”, complementou o diretor de estatísticas educacionais elaboradas pelo Inep, Carlos Moreno. “Hoje, para chegar na meta do PNE (Plano Nacional de Educação), temos que aumentar a educação superior em três milhões de alunos”, revelou o diretor.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *