Whatsapp tem falha no mundo inteiro, na manhã do dia 3 de novembro

Apesar de não ser algo assim tão raro, não costuma ser muito frequente acontecer do WhatsApp apresentar uma falha em equivalência de proporção com a que o referido aplicativo teve no dia 3 de novembro deste ano, uma sexta-feira, logo no início da manhã, e isso em vários locais do mundo, não apenas em nosso país. Todavia, não passou muito tempo para que o tão popular serviço voltasse a funcionar normalmente.

E a falha causou tamanho transtorno que o site de nome “Down Detector” chegou a até mesmo registrar uma elevação significativa no número de avisos de problemas com o esse aplicativo de comunicação (troca de mensagens de texto e de áudio, além de chamadas por voz e videochamadas) em questão. Tanto é que, naquela manhã, houve um pico de relatos sobre dificuldades no acesso, ultrapassando a marca de mil desses.

Não demorou muito para algum jornal noticiar esse acontecimento, dado o alcance que tem o aplicativo em todo o mundo. Nesse caso, foi o “The Independent” que veio afirmar tratar-se aquele problema, aparentemente, de “uma falha no servidor”. Segundo as explicações dadas até aquele momento, o problema afetava mais os usuários localizados nos países da Europa Ocidental e também nos países da Ásia. Porém, é válido destacar que existiram, sim, relatos de problemas de acesso, durante a manhã aqui tratada, em todas as partes do mundo, não restringindo-se então aos países localizados nessas regiões citadas. Apesar de que, na contramão de todos esses relatos, houve um site, de nome “Is It Down Right Now”, que divulgou não ter registrado falha alguma com esse aplicativo, durante toda a manhã do dia 3 de novembro.

Mas eis que a própria assessoria de imprensa, por trás do WhatsApp, declarou que naquele mesmo dia, mais cedo, “usuários no mundo todo tiveram dificuldades em acessar o aplicativo”, salientando ainda que o fato se deu apenas ao longo de mais ou menos uma hora de duração. E ainda nessa declaração dada aos jornalistas, a assessoria afirmou que já havia sido inteiramente resolvida a questão, quando no momento do pronunciamento oficial. Por fim, eles completaram com o que foi quase um pedido de desculpas: “lamentamos qualquer inconveniente”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *