Queda nas vendas de macarrão instantâneo pode dizer alguma coisa sobre a nova sociedade chinesa

Com um preparo simples e fácil de ser encontrado em mercados, o macarrão instantâneo há muito tempo é conhecido como uma das principais comidas chinesas. Em 2013, mais de 46 bilhões de unidades desse tipo de macarrão foram consumidos pela população chinesa e também por Hong Kong. Estudantes consomem macarrão instantâneo na hora do lanche, além de servirem como o almoço para os trabalhadores e como uma refeição rápida em diversas ocasiões e lugares.

Mas somente três anos depois, a venda desse produto teve uma queda de 17% e vendeu cerca de 38,5 bilhões em 2016, segundo a Associação Mundial de Macarrão Instantâneo.

Em outros lugares do mundo, a venda desse tipo de alimento vem mantendo os seus números inalterados, sem contar a Índia, que passou por um recall desse produto e provocou uma queda enorme da venda no país em 2015. O que está acontecendo com a venda de macarrão instantâneo em território chinês é anormal e inesperado.

Algumas das hipóteses para isso estar acontecendo pode indicar de várias maneiras, as diversas mudanças sociais que estão ocorrendo na China.

O macarrão instantâneo é muito fácil de ser preparado, podendo ser acompanhado de alguns vegetais e pedaços de carne. Muitos chineses ainda acham esse prato muito gostoso, mas para outros, esse prato simboliza uma época difícil da vida dos chineses. Essa é uma das razões para a queda das vendas, já que os chineses estão melhorando as suas perspectivas nutricionais.

Outro fator pode ser que um dos principais consumidores do macarrão, os trabalhadores migrantes, que antes viviam longe de casa e consumiam esse alimento inclusive como uma forma de economizar dinheiro, visando enviar maiores somas para casa. O número de migrantes caiu em mais de 1,7 milhão de trabalhadores, que estavam morando em cidades distantes e voltaram para as suas casas em 2016, reduzindo dessa forma o consumo de macarrão instantâneo por esses migrantes.

Outro fator pode ser o aumento do acesso à internet, já que são  cerca de 730 milhões de chineses  que atualmente estão conectados, e 95% deles fazem isso através dos celulares. Um negócio que está em expansão no país é o serviço de pedidos de comida feita pelos aplicativos, que entregam em casa, no trabalho ou em qualquer outro lugar que você preferir. Apesar de serem mais caras que o macarrão instantâneo, essas refeições ainda podem ter um preço bem atrativo e são ainda mais gostosas.

Mas em relação aos outros países, o território chinês ainda é o principal consumidor de macarrão instantâneo do mundo, vendendo três vezes mais unidades do que a Indonésia, que fica em segundo lugar na venda mundial.

 

IBGE diz que os brasileiros com mais 15 anos analfabetos chegam a 11,8 milhões

Os brasileiros com idade igual ou maior que 15 anos analfabetos chegam aos 11,8 milhões. Esse número representa 7,2% do total de pessoas nessa faixa de idade, um percentual que vem aumentando na idade avançada e pode chegar a 20,4% da população com mais de 60 anos. Os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas, são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua de 2016.

O número de analfabetos no país é maior que a população de Cuba que é de 11,2 milhões e a da Bélgica que é de 11,3 milhões de pessoas.

O doutor em educação da Universidade de Brasília, Célio Cunha, avalia o analfabetismo no país vem diminuindo lentamente. “A queda é de 1,5% ao ano. A política educacional já não está colocando o analfabetismo como prioridade, eles investem em ensino básico, fundamental e médio e deixam de lado a alfabetização”, ressalta Cunha.

Uma das metas do Plano Nacional de Educação é a erradicação do analfabetismo no país, uma lei que foi sancionada em 2014. O documento previa uma redução que não foi alcançada, de 6,5% em 2015 segundo informações da pesquisa. Essa erradicação é possível, segundo Cunha, mas precisa ser prioridade das políticas educacionais.A falta de continuidade é o principal problemas das políticas em vigor, segundo Cunha, que faz com que o processo seja ineficiente. “Quando se começa o processo de alfabetização, é preciso que o letramento tenha continuidade com leitura e acompanhamento, senão ocorre uma regressão”.

A região Nordeste que é considerada a mais pobre do país, o analfabestismo chega a 14,8%, em contrapartida com a região Sul, que tem apenas 3,6% de analfabetos, uma desigualdade marcante.

A pesquisa aponta uma desigualdade continua nas regiões, segundo a analista da Coordenação de Trabalho e Rendimento do IBGE, Helena Oliveira Monteiro.

Em 2016, a média de anos de estudo de pessoas com 25 anos ou mais foi 8. Na região Nordeste e Norte a média foi de 6 e 7 anos, ficando abaixo da média nacional. A região Sul e Centro-Oeste a média foi de 8,3 anos e o Sudeste 8,8 anos.

Luiz Carlos Trabuco Cappi, presidente do Bradesco, acredita em reforma antes da eleição presidencial

Segundo Luiz Carlos Trabuco Cappi, que atualmente acumula os cargos de presidente executivo e do Conselho de Administração do Bradesco, a reforma da Previdência é extremamente necessária para que as outras reformas sejam concretizadas. Conforme declarou em entrevista coletiva, o banqueiro espera que as mudanças na legislação previdenciária ocorram antes do próximo pleito presidencial: “Acredito que a reforma pode ser aprovada antes das eleições. Não sei se seria possível neste ano. É o governo que vai estabelecer se é possível ser pautada e aprovada”. O executivo deixará a presidência da instituição financeira em março de 2018 e comandará apenas o Conselho de Administração. Entretanto, seu sucessor ainda não foi definido.

De acordo com Trabuco, o governo federal buscou definir uma agenda positiva a partir de adequações monetárias e fiscais com as reformas estruturais que estão em curso. Complementarmente, Luiz Carlos Trabuco Cappi destaca que as mudanças na previdência serão de vital importância para a estabilidade das contas públicas a médio prazo. Ainda segundo Trabuco, todo sistema de previdência no país foi consolidado em uma espécie de “acordo de gerações” e, em caso de rejeição da reforma, o cenário que restará é o de “conflito de gerações”. Ainda de acordo com o presidente do Bradesco, aprovar a reforma manifesta comprometimento com os recursos públicos, o que se reflete, a curto prazo, na valorização de ativos.

Questionado sobre a recuperação da economia em 2018, o banqueiro ressalta que já existe um grau de retorno de investimento no pais e tal fato pode ser atestado com as recentes operações de IPO (Initial Public Offering) na bolsa de valores. Segundo Luiz Carlos Trabuco Cappi: “O Brasil possui características positivas, sendo um bom lugar para se realizar investimentos. De acordo os indicadores financeiros, os investidores estão prontos para investir num futuro bastante próximo”. O executivo ainda garante que, mesmo com a recessão, a pior parte da tempestade já passou e, atualmente, as pessoas estão movimentando a economia – seja comprando imóveis ou trocando o automóvel, por exemplo.

Outro forte indício de aquecimento da economia é aumento da demanda por crédito. Nos últimos meses a quantidade de propostas levadas para análise no banco cresceu notavelmente: “Crédito para reperfilar dívidas está ficando para trás. Linha de capital de giro não crescia há dois anos e começou a voltar neste trimestre”, enfatiza Luiz Carlos Trabuco Cappi. Ainda de acordo com o presidente do Bradesco, há a expectativa que 2018 seja um ano promissor, considerando os índices de juros futuros. Porém, é válido destacar que, para os próximos três anos, o panorama ainda se mostra indefinido especialmente em relação às questões fiscais.

O executivo ainda evidencia que o empresariado não ambiciona uma reforma tributária (também em discussão no Planalto) para reduzir de impostos. Segundo o banqueiro, o que a classe empresarial tenciona é um sistema tributário mais enxuto: “No Brasil, o atual momento é de ajuste fiscal. Dessa forma, não faria sentido uma reforma tributária para diminuir os impostos. Porém, simplificar a carga ao invés de aumentá-la, é algo ambicionável”, finaliza Luiz Carlos Trabuco Cappi.

El Calafate atrai visitantes pela extensão

Quem quer viajar para El Calafate pode contar com a comodidade de viajar de avião. As temperaturas entre 1°C e 10°C no mês março podem fazer o visitante que não está acostumado a sentir receio do frio, mas nada que roupas térmicas para se proteger das temperaturas baixas.

A cidade de El Calafate tem somente 22 mil habitantes, a avenida que mais atrai tantos os locais quanto os visitantes é a Libertador San Martín. Lá é possível encontrar diversos lugares para tomar um chá ou fazer uma refeição, como restaurantes, lojas de lembranças, equipamentos para esportes de aventura, cassino, museu de brinquedos, um bar de gelo e lojas de geleias.

Para ir ao atrativo principal da região é possível se transportar com um transfer (veículo semelhante a uma van) que pode pegar o passageiro onde está hospedado para chegar até a Geleira Perito Moreno. Quem preferir pode ir de ônibus, a empresa Tacsa tem transporte que sai da rodoviária às 8h30 e volta às 14h30, o valor é de R$ 92,00.

Durante o percurso o viajante terá o prazer de observar o incomum caminho que passa por uma estrada plana, desértica, coberta por uma estepe típica da área, em volta está o Lago Argentino.

A entrada no parque nacional custa 500 pesos (100 reais) e depois ainda são mais 10 quilômetros para chegar em um estacionamento com um bom espaço. Depois é necessário tomar uma van para chegar até os cinco circuitos de passarelas que tem a distância total de 4 quilômetros, são várias as opções para a descida: elevador, escadarias ou rampas especialmente projetadas para cadeirantes.

Quando o visitante chegar perto da geleira irá se deparar com um enorme paredão de gelo de 6 quilômetros, por vezes pode se ouvir o trincado e um barulho que lembra o tiro de um canhão, provavelmente de uma pequena ruptura no glaciar.

Quem quiser apenas conferir o Perito Moreno pode passar apenas uma noite, mas essa passagem rápida pode ser trocada por no mínimo duas noites para ver a Geleira Upsala, para conhecer esse atrativo é possível fazer um tour que se chama Ríos de Cielo, no qual está inclusa a Geleira Spegazzini.

 

Nova forma de matéria é comprovada e pesquisadores buscam sua função

Uma nova forma de matéria, a excitonium, foi teorizada por um físico americano, chamado Bertrand Halperin, e comprovada depois de cinco décadas, por uma equipe de cientistas da Universidade de Illinois, Estados Unidos. Durante todo esse tempo, muitas evidências da existência dessa matéria foram encontradas, mas nenhuma havia sido aceita. Essa demora deve-se ao fato de que os cientistas não possuíam as técnicas necessárias para a distinção do excitonium sem deixar dúvidas. Halperin, hoje com 76 anos, demonstrou muita felicidade com a confirmação de sua teoria.

Cinco formas diferentes de demonstração foram usadas pela equipe da Universidade de Illinois para comprovar que a exitonium é verdadeira. A matéria é sólida e composta por partículas denominadas éxcitons. As éxcitons são formadas por uma “dupla estranha e improvável, apesar de maravilhosa”, segundo palavras dos próprios cientistas: um elétron (carga negativa) que se excita ou, em outras palavras, se energiza, e passa para outra faixa de energia e lacuna (carga positiva) que ele deixou. O inusitado está nessa interação: o elétron e a lacuna não se anulam, mas se emparelham. Essa lacuna passa a atrair esse elétron que se moveu.

Com essa descoberta, acredita-se que haverá um avanço no conhecimento da mecânica quântica. Porém, sua função ainda é pauta para debate. Ainda não se sabe quais são suas propriedades. Enquanto uns cientistas o descrevam como um material isolante, outros acham que tenha a propriedade de um supercondutor ou de um superfluido, que transporta a energia sem perdas. Um experimento feito, mostrou que os éxcitons podem fazer uma ligação entre a computação eletrônica e a comunicação ótica e, já se falou em um processador excitônico, que se comunica diretamente por luz. Ainda é cedo para dizer quais serão as melhores aplicações da matéria, mas a descoberta da excitonium foi apontada como revolucionária, assim como foi quando descobriram a partícula de Deus, a Bosson de Higgs. Saiba mais aqui.

Michel Terpins e Beco Andreotti conquistam o Campeonato Brasileiro Cross Country

Apesar dos problemas enfrentados no segundo dia de prova a equipe Bull Sertões Rally Team conseguiu ter um bom resultado no Rally Rota Sudeste e conquistou o Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country. Esse é o primeiro título da dupla composta por Michel Terpins e Beco Andreotti.

O resultado veio depois da dupla ter vencido o primeiro dia de provas (11/11) e por isso largou na frente no segundo dia, contudo o carro que estavam, o T-Rex, apresentou problemas no suporte do câmbio e teve que abandonar a prova. O problema foi constatado no km 70 e não pode prosseguir, mas mesmo assim a dupla sagrou-se campeã por antecipação na prova realizada em Lençóis Paulista.

Agora Michel Terpins (piloto) e Beco Andreotti (navegador) são campeões brasileiros de Rally Cross Country, na categoria Protótipos T1. De acordo com Terpins foi uma competição bacana e um percurso que agradou bastante. “Tivemos esse problema e fiquei apenas com a primeira marcha e, não tive escolha, não dava para continuar e abandonamos a prova”, argumenta o piloto da Bull Sertões Rally Team.

Michel Terpins comemorou muito o título, uma vez que já tinha ficado com o vice-campeonato na categoria Protótipos T1 nos anos de 2015 e 2016. Ele também venceu a edição deste ano do Rally dos Sertões, mas ao lado do navegador Mikel Justo. “Ser campeão do Rally dos Sertões e campeão brasileiro na categoria, no mesmo ano, é o ponto alto da minha trajetória,” ressalta o piloto. Ele ainda fez os cálculos e viu que estava a 21 pontos do segundo lugar e não poderia mais ser alcançado.

Essa é a primeira vez que Michel Terpins das duas competições. Já o seu navegador, Beco Andreotti comemora o título brasileiro pela segunda vez e também conquista o Capacete de Ouro. Os dois se encontraram novamente no dia 2 de dezembro para o Rally dos Amigos, que aconteceu no município de Avaré (SP).

O Rally Rota Sudeste

Realizado no município de Lençóis Paulista, o Rally Rota Sudeste foi a penúltima prova do campeonato, somando pontos para as 11ª e 12ª etapas. A competição durou dois dias e contou com 430 (328 deles de trechos cronometrados). André Miranda e Alisson Pedroso foram os vencedores na categoria Pró Brasil; Fábio Ruediger e Eduardo Bampi ficaram em segundo na classificação geral, pois foram os primeiros colocados na Protótipos T1.

O resultado completo da etapa pode ser visto no endereço eletrônico www.chronosat.com.br.

Quem são os irmãos Terpins?

A paixão de Michel Terpins (40 anos) pelo off-road também partilhado pelo irmão Rodrigo Terpins (44 anos). Michel já participou de 10 Rallys do Sertões e o Rodrigo de 5, tamanho interesse em velocidade. E foi essa paixão que fez os dois a formarem a equipe Bull Sertões Rally Team.

A bordo do T-Rex os irmãos já disputaram quatro temporadas. O veículo foi desenvolvido pela MEM Motorsport, e também o Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country e Rally dos Sertões.

Mais informações sobre a dupla e a equipe podem ser conferidas nos canais: @bullsertoesrallyteam (Facebook) www.terpins.com.br e www.michelterpins.com.br.

Nível de desemprego levará mais dois anos para ficar abaixo de 10%

Apesar das melhoras que temos presenciado em nossa economia, ainda não estamos, pelo visto, numa situação de superação da crise pela qual passamos já tem alguns anos, ou então, para não sermos tão pessimistas, até já estamos numa superação, só que bastante demorada. Não à toa a nossa constatada impossibilidade de regresso a uma taxa de desemprego de apenas um dígito, por mais dois anos ainda. E é essa, ao menos, a estimativa feita por vários economistas, diante dos dados que foram recentemente divulgados pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, também conhecida apenas como “Pnad Contínua”.

Que houve uma melhora, isso houve, é fato, mas ainda deixa-se muito a desejar. Até porque, quanto à desocupação no Brasil, houve, sim, uma melhora, já que foi encerrado um trimestre, ao fim do mês de outubro, com 12,2% nesse índice, e assim menor que o do mês anterior, mas nada próximo do patamar que se tinha no período pré-crise.

Fato é que esse índice permanece com dois dígitos há mais de um ano, mais precisamente a partir do mês de fevereiro do ano passado, 2016. Foi então, nessa referida ocasião, em que esse índice de desocupação medido pela Pnad Contínua, passou dos 9,5% do mês anterior para os 10,2%.

Fora esses resultados todos da Pnad Contínua, devemos tratar ainda sobre certo estudo realizado pela consultoria Schwartsman e Associados, segundo o qual esse índice de desemprego medido pela Pnad Contínua mantém-se respondendo, sempre com uma queda de 0,5 ponto, aos crescimentos de um ponto percentual que estejam acima do PIB potencial. Para quem não sabe, esse “PIB potencial” trata-se do quanto pode o Brasil crescer caso permaneçam as mesmas condições econômicas do presente. E nesse caso de PIB, a referida consultoria o estima em 2% a cada ano.

Assim, é também apontado, pelo estudo em questão, que faz-se necessário termos um crescimento de 7%, em todo o nosso país, para, já no próximo ano, ficar a taxa de desocupação com apenas um dígito, ou seja, abaixo dos 10%. No entanto, como as estimativas otimistas são de um crescimento apenas de 3,5%, estamos realmente longe dessa queda tão desejada no nível de desemprego.

 

O que a abobrinha causa quando ingerida regularmente?

A abobrinha embora não seja a mais querida de todos, trás inúmeros benefícios para a saúde e por isso, deve ser consumida com regularidade.

Um dos principais benefícios da Abobrinha é controlar a hipertensão e graças as grandes quantidades de potássio que o legume possui, a elasticidade das artérias fica controlada.

Além de tudo isso, o legume tem altas quantidades e Niacina, Vitaminas o Complexo B e A, além de Fósforo, Potássio, Cálcio, sódio e Magnésio.

O consumo regular a Abobrinha melhora a digestão de maneira perceptível, prevenindo a constipação. Outro benefício é a baixa no colesterol que o seu consumo trás, ajudando na digestão da gordura.

A abobrinha, como tantos outros alimentos, é benéfica para o combate ao câncer graças a fibra que contém, por isso combate toxinas cancerígenas de se estabelecerem no organismo, combatendo também o stress oxidativo, que acaba levando à diferentes tipos de câncer.

A abobrinha ainda é benéfica para a Próstata como um todo, já que os fitonutrientes auxiliam na redução os sintomas presentes durante a inflamação da Próstata.

As vitaminas C e A presentes na abobrinha tem ação anti – inflamatória, servindo como antoxidantes potentes e eficazes para o corpo, evitando o desenvolvimento de doenças inflamatórias.

O legume é rico em Magnésio, como dito anteriormente, e por isso ingerir uma pequena quantidade deste legume já reduz o risco de araques cardíacos e derrames, combatendo então no geral inúmeras doenças do coração. O folato presente na abobrinha quebra aminoácidos, e também é o responsável por proteger o coração.

Embora muitas pessoas não saibam, a abobrinha, assim como o chuchu, abaixa a pressão arterial, combatendo assim, a hipertensão e a pressão alta, que quando não cuidada leva a quadros como a arteriosclerose, ou ao ataque cardíaco. Por isso, o seu consumo frequente é benéfico.

Como a abobrinha é rica em Manganês, as funções fisiológicas do corpo são beneficiadas com ele, metabolizando as proteínas e os hidratos de carbono, participando da produção de hormônios sexuais e impulsiona o efeito dos ácidos graxos.

Quais são exercícios de alongamento essenciais para se fazer antes de dormir?

Para que você tenha uma boa noite de sono é necessário que você tome algumas providências, como, por exemplo, escolher um pijama confortável, um colchão e um travesseiro bons e adequados para as suas necessidades.

Alguns detalhes devem ser levados em conta caso você deseje ter uma noite de sono tranquila e proveitosa, modificando alguns hábitos. Antes de se deitar, evite comer muito, ingerir comidas gordurosas e pesadas, além de evitar derivados de cafeínas, bebidas alcoólicas e utilizar o tabaco.

Muitas pessoas não sabem, mas realizar um alongamento antes de se deitar é essencial para que ao deitar-se, você atinja um sono profundo e recuperador.

O alongamento pode ser feito na própria cama. Deite com as costas na cama e abrace suas pernas, mantendo a coluna reta. Realize este exercícios em torno de cinco vezes e segure por alguns segundos a perna.

Após realizar este primeiro exercício, continue deitado e abra os braços sobre a cama, e junte os joelhos dobrados para cima. Vire o pescoço para a esquerda e os joelhos para o lado direito, permanecendo assim por volta de 15 segundos. Após fazer isso, troque os joelhos e o pescoço de lado, realizando está troca por seis vezes, cada vez de um lado.

Para realizar este alongamento, é necessário que você tenha um mínimo de flexibilidade, mas com a repetição continua dos movimentos é possível atingir. Deite-se de costas, dobre as pernas e tente segurar os calcanhares com as mãos, e aos poucos, empurre a coluna para acima. A posição estará correta quando apenas os pés, os braços e a cabeça estejam encostados na cama. Permaneça alguns segundos nesta posição e encoste a coluna na cama novamente, realizando a mesma posição cinco vezes.

Neste exercício, você precisará de uma toalha. Deite-se de costas e estique as pernas, levantando-as. Coloque a toalha na frente dos pés e puxe – a contra si, segurando – a assim por alguns segundos. Repita este exercício por três vezes.

Já neste último exercício sente-se com a coluna reta, levante os braços e feche uma mão na outra. Após realizar estes movimentos, incline-se para o lado e mantenha – se nesta posição por alguns segundos, trocando de lado por cinco vezes.

Realizando estes movimentos, você conseguirá repousar com muito mais rapidez e conforto, assim, tendo uma noite de sono equilibrada, você terá mais disposição para acordar e encarar os desafios do dia-a-dia.

 

Cafeterias estimulam produção do café

sua criação, está no Brasil há cerca de dez anos. A estratégia da empresa está passando por mudanças por observar o comportamento dos consumidores. Neste ano, o foco serão as cafeterias. Em junho na capital paulista na 26° ABF Franchising Expo, a empresa confirmou que vai abrir outras 24 unidades até o próximo ano. Atualmente existem 50 cafés da empresa no país.

A conhecida rede americana Starbucks tem 103 unidades no Brasil no eixo Rio de Janeiro-São Paulo, que representam aproximadamente 0,4% da sua operação global, mas a empresa não quer ficar com os mesmos resultados, o objetivo é mudar esse termômetro. A suíça Nestlé, que no ano passado teve um lucro de US$ 8,5 bilhões realizou uma inauguração de sua primeira cafeteria no país, a Nescafé Espresso, a expansão da marca abrange essa ação. Para potencializar o seu objetivo, a empresa fez uma parceria com a Brasil America Trucks, a empresa é uma agência que tem o foco em serviços para o mercado de food trucks (comida de rua), e elaborou o The Coffee & Food Truck, primeiro food truck de cafés da empresa. Inicialmente a região escolhida para esse movimento é a capital paulista.

De acordo com o agrônomo responsável pela produção de café da Nestlé, tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos e na Europa, existe uma tendência em ter as informações sobre a produção do café, assim como a empresa.

São vários os fatores que podem influenciar no sabor do café, entre eles estão a genética da planta, a interação dela com o ambiente e a colheita e a pós-colheita. No mercado de varejos, a Nescafé neste mês está interessada em fazer o lançamento do seu primeiro café solúvel e de origem brasileira. No noroeste do Espírito Santo, o trabalho da empresa para cultivar o café é realizado na região de Águia Branca, essa região tem a experiência do produtor que sabe fazer. Aos poucos a experiência do consumidor vai tornando o produto mais refinado e melhor, o que contribui para toda a cadeia, em vários setores de produção.